O impacto dos infograficos nas mídias, jornalismo e marketing

Como um comerciante e como um consumidor de grandes quantidades de meios de comunicação, eu não pude deixar de notar o aumento no uso de infográficos por meus colegas profissionais de marketing e da mídia nos últimos meses. Isto tem inspirado muito debate sobre se o aumento do infográfico indica o fim do jornalismo tal como o conhecemos.

Quais são os infográficos?

De acordo com a Wikipedia, “Informações de gráficos ou infográficos são gráficos representações visuais de informações, de dados ou de conhecimento.”

Infográficos vêm em uma variedade de formatos. Layout, orientação e estilo são limitadas apenas pela criatividade do designer. Estamos ainda começando a ver a ascensão do “infomotion” — infográficos com a movimentação de elementos de interatividade e que envolve ainda mais o público.

Quem está usando infográficos?

Infográficos não são nada novos, mas nos últimos anos, esta abordagem ganhou grande força como uma ferramenta utilizada por profissionais de marketing e jornalistas. Há uma importante crítica ao uso excessivo da tática, e argumentos não faltam de que eles são mais estilo do que substância.

Quais são as críticas?

Em um artigo recente no the Atlantic, editor sênior Megan McArdle escreveu sobre o chamado “flagelo da web”.

O mesmo poderia ser dito de qualquer mercado voltado para materiais, no entanto. Com a diminuição do número de repórteres e editores nas redações, algumas informações erradas – escrito, visual ou de outra forma – é obrigado fazer isso para impressão, como há menos olhos dedicado a verificação de fato e de verificação de cópia de suportes de dados.

Há algumas péssimas imagens em posts, alguns vídeos que não são atraentes , alguns artigos que não são bem-escrito. Mas o estilo/design o faz subir ao topo, mais do que artigos editoriais convencionais.

Por que o aumento na popularidade?

Observações astutas consideram não apenas as preferências do mercado moderno, para consumir informação de fácil digestão, mastigadinho, mas também a realidade do mercado moderno.

Como o infográfico impacta o jornalismo?

brand-journalism-is-better-than-content-marketing

Como todas as areas, o jornalismo deve-se atualizar.

Existem hoje ferramentas que ajudam o jornalista que não tem conhecimentos de Design para criar seu próprio infográfico com poucos cliques.

Claro que não ficará as mil maravilhas quanto aqueles que dominam a construção da obra de arte em volta do infográfico. Mas com toda certeza ajudará os jornalistas que estão mais acostumados com artigos de texto puro e não tem tal domínio.

A modernidade chega para todos, e para nós jornalistas chega também.

Ainda há quem diga que jornalista de verdade não pode sequer compartilhar deste tipo de publicação.

Que infográfico na verdade é um lixo próximo de um conto, história, matéria, furo, ou seja lá como quiser chamar o trabalho e execução de artigo de um profissional de jornalismo.

E você, o que acha desta situação? Você acompanha a evolução e já se adaptou a criar seus infográficos? Concorda que os artigos tradicionais e editoriais ainda são a melhor escolha para um jornalista “old-school”?

Me deixe saber sua opinião, será de grande valia para nosso Blog.